Gestão eficiente de dados e informações nas redes hospitalares é assunto de Café da Manhã

7 de novembro, 2019

Em Café da Manhã promovido pela GE Healthcare no dia 29 de outubro, na sede da Associação em São Paulo, foi debatido o gerenciamento de dados na era do hospital digital, bem como a integração de sistemas para maior segurança no registro de informações de pacientes. O evento foi direcionado a colaboradores da área assistencial, tecnologia da informação e engenheiros clínicos, e contou com mais de 50 participantes presenciais.

Tarso de Biasi, líder de soluções em Áreas Críticas da GE Healthcare, apresentou o conceito básico no que tange o fluxo do paciente no sistema hospitalar. De acordo com Biasi, “o fluxo do paciente representa a capacidade do sistema hospitalar em atender os pacientes de forma eficiente, respeitando as movimentações nas diferentes áreas de cuidados”.

Para o palestrante, trabalhar de forma planejada e eficiente o fluxo do paciente no hospital aumenta a segurança das taxas de sucesso no tratamento, além disso, torna mais hábil e efetiva a demanda no atendimento do próprio hospital. Outro benefício em planejar o fluxo do paciente diz respeito ao acesso a informações claras no momento em que precisem ser consultadas. “Quando eu automatizo os dados do paciente em um só sistema padronizado, eu busco focar a atenção da equipe médica naquilo que ela precisa fazer, que é cuidar da saúde do paciente”, afirma.

Ricardo Lima, líder em soluções em Centro Cirúrgico da GE Healthcare, palestrou acerca da gestão de dados e informações do fluxo do paciente na perspectiva do setor cirúrgico. Lima acredita que o uso da tecnologia pode ser um fator importante para reduzir a carga de trabalho burocrática dentro da sala de cirurgia. “As ferramentas digitais e os sistemas de informação devem ser a garantia da gestão dos dados e procedimentos, é necessário fazer as ferramentas trabalharem ao nosso favor”, explica.

O representante em soluções para centros cirúrgicos ainda explanou em relação aos pilares básicos (tecnologia, pessoas e processos) que dizem respeito aos desafios que os hospitais precisam encarar para alcançar o sucesso desejado. “A tecnologia deve trabalhar em prol das pessoas, e as pessoas devem otimizar processos”, comenta.

Para fechar a programação do Café da Manhã, Luiz Henrique Silva, líder em soluções em Conectividade da GE Healthcare, trouxe para o debate termos de relevância significativa para o desenvolvimento dos trabalhos hospitalares voltados às questões digitais. Segundo Silva, um hospital de excelência deve levar em conta a “gestão, eficiência, segurança clínica e operacional, disponibilidade de dados e a alta performance” para executar suas atividades de maneira eficiente.

O palestrante finalizou sua participação comentando que o sistema de saúde nos dias atuais precisa estar empenhado em alocar seus recursos de maneira inteligente e padronizada, tanto os financeiros quanto de colaboradores e materiais. “Tudo está acontecendo de forma rápida, digital, integrada e automática. Há a necessidade de promover a integração nos processos”, finaliza.

Informações

A Associação Nacional de Hospitais Privados Anahp é uma entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do país

ANAHP – São Paulo
Rua Cincinato Braga, 37,
3º e 4º andares.
Paraíso – São Paulo – SP
CEP 01333-011
+55 11 3178 7444

 

ANAHP – Brasília
SH/Sul Quadra 06, Conjunto A, Bloco E – 8º andar – Sala 801 Park
Brasília – DF
CEP 70322-915
+55 61 3039 8420

Área do associado

  • Copyright © 2019 Anahp. Todos os direitos reservados

X