Artigo: Gestão de pessoas na pandemia

8 de junho, 2021
Disclaimer: Os Grupos de Trabalho da Anahp nasceram para abrir espaço para debates e promover melhores práticas, impulsionando o que os hospitais têm de melhor a oferecer para a sociedade. No ano que a associação comemora seus 20 anos, este trabalho será destacado também por meio de uma série de artigos de autoria de integrantes desses grupos, sobre temas alinhados com seus desafios e visão de futuro.

Artigo

GESTÃO DE PESSOAS NA PANDEMIA

Por Raquel Oliveira*

A forma de olhar para as pessoas dentro das instituições vem assumindo novos papéis ao longo da história. Se num passado não muito distante elas eram vistas como recursos e somente produtividade era observada como fator relevante, hoje, felizmente, outros aspectos são levados em consideração quando a proposta é discutir a importância dos indivíduos dentro das empresas.

Nos hospitais o caminho é o mesmo. A proeminência das pessoas vem assumindo a cada dia um papel mais amplo. A abordagem acerca do cuidado extrapola a esfera assistencial; precisamos cuidar das pessoas independentemente do relacionamento estabelecido, sejam elas quem forem – fornecedores, pacientes, prestadores de serviço e colaboradores.

Neste sentido, a pandemia provocou uma profunda reflexão acerca do potencial individual. Comportamentos, habilidades e as atitudes se tornaram ainda mais evidenciados e, para além da produtividade e do rendimento quantitativo, começamos a perceber que habilidades e competências soco emocionais se sobrepõem aos requisitos técnicos.

As decisões acerca de pessoas precisam passar pelo crivo da entrega de valor e, por isso, as empresas devem se preocupar também com a experiência que fornecem para esse sujeito que se relaciona com elas. Com isso, a manutenção da cultura positiva, baseada no reconhecimento do indivíduo como um ser único que tem seus anseios, medos e inseguranças, trouxe para as instituições uma visão mais ampla acerca das pessoas. Especialmente com a chegada da pandemia, o trabalho invadiu as casas e as famílias acabaram sendo incorporadas nesse dia a dia e, por isso, o gestor foi convocado a avaliar motivação, performance e desenvolvimento a partir de um olhar mais sistêmico do indivíduo.

Mais do que nunca, quando o tema é gestão de pessoas, é fundamental levar em consideração questões como as alianças afetivas, o senso de pertencimento, o amor à causa, a gentileza e a compreensão dos anseios individuais. Nunca foi tão simples- e ao mesmo tempo tão difícil reter pessoas.

É fato que todas as empresas sofrerão algum impacto com a crise que a pandemia de Covid-19 nos trouxe. Mas, certamente, aquelas que souberem cuidar melhor das suas pessoas sofrerão menor impacto.

Por isso, comecemos logo!

 

– Os artigos publicados não traduzem, necessariamente, a opinião da Anahp.

*Raquel Oliveira é psicóloga formada pela UFJF, especialista em Psicanálise e Saúde Mental pela UERJ, especialista em Gestão Estratégica com foco em Pessoas pela Fundação Dom Cabral e, atualmente, atua como gerente de Gestão Estratégica de Pessoas no Hospital Albert Sabin (MG) e é professora executiva da FGV.

 

Informações

A Associação Nacional de Hospitais Privados Anahp é uma entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do país

ANAHP – São Paulo
Rua Cincinato Braga, 37,
3º e 4º andares.
Paraíso – São Paulo – SP
CEP 01333-011
+55 11 3178 7444

 

ANAHP – Brasília
SH/Sul Quadra 06, Conjunto A, Bloco E – 8º andar – Sala 801 Park
Brasília – DF
CEP 70322-915
+55 61 3039 8420

 

Assessoria de imprensa
+55 11 96402-9460
imprensa@anahp.com.br

Área do associado

  • Copyright © 2019 Anahp. Todos os direitos reservados

X