Engajamento médico é tema de evento promovido pelo GT Organização do Corpo Clínico

13 de maio, 2019

Evento realizado na sede da Anahp em São Paulo, hoje (13), discutiu como as instituições hospitalares podem trilhar caminhos e tomar decisões para impulsionar o engajamento da população de médicos. O encontro fez parte da agenda do Grupo de Trabalho Organização do Corpo Clínico, no auditório da Associação.

Para iniciar as apresentações, Henrique Salvador, presidente da Rede Mater Dei de Saúde e Paulo Zimmer, gerente médico do Hospital Israelita Albert Einstein, fizeram a abertura do encontro, elucidando a importância da progressão nos trabalhos para aperfeiçoamento da relação médico/hospital. De acordo com Salvador, as instituições hospitalares necessitam enfrentar as dificuldades resultantes das instabilidades políticas e econômicas que a saúde no Brasil passa, para evoluir a maneira de trabalhar a saúde suplementar.

Em seguida, Fernanda Borin, client  director na Korn Ferry – empresa de consultoria organizacional -, apresentou a metodologia da instituição no setor hospitalar, que inclui a realização de pesquisas de satisfação com o objetivo de alavancar a efetividade e o engajamento de médicos na realização de seus trabalhos. A última pesquisa, que foi realizada em 2018, teve 64 perguntas com respostas afirmativas e o objetivo foi medir como os médicos percebem o ambiente em que exercem suas funções. O estudo contou com a participação de 48 hospitais e 141 profissionais.

Fernanda acredita que esse trabalho de pesquisa é relevante no sentido de estabelecer diálogo e comunicação consistentes, para aferir o que os hospitais podem realizar de ações motivacionais para proporcionar mais engajamento ao corpo clínico.

Ainda no período da manhã, Haggeas Fernandes, médico do Hospital Israelita Albert Einstein, ponderou que o engajamento médico se dá substancialmente pela incrementação da relação médico/instituição hospitalar. Para o especialista, a aproximação das lideranças dos hospitais com seus colaboradores e o sentimento de acolhimento é fundamental para o envolvimento do profissional com o local em que desenvolve suas atividades. “É importante que o médico sinta-se em casa para desenvolver seu trabalho de acordo com os sistemas do hospital”, afirmou. Fernandes ainda complementou: “O suporte à segurança do paciente também é valioso para os profissionais da medicina estarem engajados com os propósitos da empresa em que trabalham.”

O fornecimento de feedbacks sobre o trabalho do médico também é essencial para a manutenção do comprometimento que esse profissional tem em relação à instituição que é contratado, de acordo com Salvador. “É importante alinhar discursos e objetivos, mostrar os resultados, pedir opiniões, incentivar que sugiram melhorias”, disse o presidente.

Para José Jair, diretor médico da unidade Itaim do Hospital São Luiz, a proximidade dos gestores com os médicos que lideram é primordial no engajamento médico. “O médico deve ter o apoio do hospital e de sua diretoria. Nós fazemos reuniões bimestrais com os médicos, apresentamos resultados de protocolos institucionais e pesquisas de satisfação”, contou. Outro ponto levantado por Jair, foi o fato de os profissionais gostarem de ter a sua disposição tecnologia de ponta para o desenvolvimento de suas tarefas.

Na parte da tarde, Ary Ribeiro, vice-presidente do Conselho de Administração da Anahp, explicou como funciona a metodologia do International Consortium for Health Outcomes Measurement (ICHOM), um consórcio internacional que mede desfechos para promover o cuidado de saúde baseada em valor (VBHC), através de uma medição padronizada de conjuntos de informações que constituem alguns standards sets. Ribeiro acredita que a medicina baseada em valor é relevante para criar engajamento do corpo clínico juntamente com o paciente. Cláudia Vaz, médica portuguesa e representante do ICHOM, participou on-line do evento e explicou que a redução custos e a compilação de dados administrativos contribuem para eliminar processos que ocasionem desperdícios.

Para concluir o dia de apresentações, aconteceu um talk show sobre novos modelos assistenciais/de negócios e o envolvimento do médico neste processo. Participaram os médicos André Osmo, do Hospital Sírio-Libanês, Janaina Ghiraldi, do Hospital Santa Paula, Bruno Toldo, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Renato Vieira, do Hospital BP. Os especialistas expuseram que a medicina baseada em valor deve ser encarada como um caminho sem volta, além de terem destacado a importância dos hospitais em estabelecer modelos mais robustos e coerentes de sistemas de informações que avaliem o corpo clínico, bem como a contenção e redução de custos como pauta tanto em hospitais, quanto em operadoras.

Informações

A Associação Nacional de Hospitais Privados Anahp é uma entidade representativa dos principais hospitais privados de excelência do país

ANAHP – São Paulo
Rua Cincinato Braga, 37,
3º e 4º andares.
Paraíso – São Paulo – SP
CEP 01333-011
+55 11 3178 7444

 

ANAHP – Brasília
SH/Sul Quadra 06, Conjunto A, Bloco E – 8º andar – Sala 801 Park
Brasília – DF
CEP 70322-915
+55 61 3039 8420

Área do associado

  • Copyright © 2019 Anahp. Todos os direitos reservados

X